sábado, agosto 18, 2007

tenho...


Tenho andado zangada com as palavras
Ou as palavras zangadas comigo?
Só sei que andam fugidias, quebradas
Dentro de uma tempestade …
De ventos… de águas revoltadas
Onde me encontro
Ou desencontro
Numa ausência
Sem paciência
De mim
Para mim
Frente a frente
Sempre
…mas muito ausente…
Que já não sei se sente
Este presente…
Ou será passado?
Olho-me com espanto
Para este espelho tresloucado
Digo-vos no entanto
Estas lágrimas, este pranto
Não o vejo, não o sinto
Só pode ser ilusão
Podem crer…eu não minto
É esse espelho tresloucado
Que mostra este meu coração
Desvairado, com emoção
Só pode ser ilusão
…porque estou neste presente
Ou passado?
Não sei!...
Só sei …
…que estou AUSENTE!

belakbrilha




Gheorghe Zamfir - Einsamer Hirte

6 comentários:

Alexandre disse...

Não acho que estejas ausente pois senti as tuas palavras... e tenho uma coisa para te dizer: eu tenho as palavras que procuras... porque a tua «ausência» tem uma presença muito forte...

Muitos beijinhos!!!

vermelhinha disse...

Obrigada pela tua visita e pelos parabéns, já agora paabéns à tua mana também.

Espero que te animes mais do que tens mostrado neste blog, embora ás vezes estes textos sirvam para deitarmos para fora o que estamos a sentir e não dizemos a ninguem.

Um beijo caloroso do sentido e da flor (são os meus blogs).
Vou voltar

vermelhinha disse...

Já agora linkei o teu blog na flordosentido.blogspot.com, porque gosto do que dizes.

Beijinhos

Lojinha da Pipocas disse...

Olá belakbilha, como podes estar ausente se me visitaste no meu blog e me deixaste uma palavra amiga, simpática de incentivo ao meu trabalho?
Obrigada querida, és linda!
Muitos Parabéns, atrasados mas sentidos, à tua mana!
Muitas beijoquinhas fofinhas e xi-corações!
Espero ver-te brilhar mais vezes no meu Blog!

MARTA disse...

Mas deixaste as tuas palavras escritas no espelho...Ausente não estás; poderás estar distante, mas facilmente essa distância se vencerá..
Voltarás a escrever e quem aparecerá no espelho serão essas palavras felizes que espalhas..
Beijos e abraços
Marta

suruka disse...

Excelente.

Como jogas bem as palavras.
Sempre um nível poético de fazer inveja.

Parabens.
bj