domingo, agosto 19, 2007

estranhas


Palavras…que são ditas ou faladas
Sentidas ou mal interpretadas
De sonhos idealizados
Com sorrisos
Lágrimas
Medos
Segredos
Esperanças
Mas não vivênciados
Da maneira mais desejada
Na plenitude de uma vida bem amada.
Queria estender os meus braços
Entrelaçar o teu sonho
Passear de mão dada à beira mar
Pegadas na areia a caminhar
Queria que entendesses o meu olhar
O meu silêncio, o meu calar
De palavras não ditas mas sentidas
De passos não dados
Mas desejados
…mas neste momento adiados

ADIADOS...
...........................ADIADOS!!!


belakbrilha

JoãO PedrO Pais - MenTira

26 comentários:

wiLey_Lewis disse...

Gostei muito deste poema! Está muito bem escrito.
Infelizmente o mundo não é a Utopia que nós gostávamos que ele fosse. O mundo que idealizámos ao longo de toda a nossa vida, só existe nos sonhos.
A foto é muito bonita também.
Identifico-me com bastante com o tema deste poema.
Até à próxima.

MARTA disse...

Ás vezes, temos essa sensação - sentimo-nos deslocadas, sem saber exactamente onde estamos, o porquê, a razão de aqui estarmos...
Mergulharmos na nossa essência, sentirmo-nos e continuarmos em frente...na esperança de concretizar esse sonho..........
Beijos e abraços
Marta

Nanny disse...

E porque não apenas estar...?

Fechar os olhos e sentir...?

Escolha de palavras e de música, fabulosas!!!!

poetaeusou . . . disse...

*
Passear de mão dada à beira mar
e
olhar o mar
e
aceitar
o
seu espelhar
e
não adiar, não adiar, não adiar ...
*
ji
*

Menina do Rio disse...

Não entenderam o meu olhar, eu só queria amar...

Querida, encerrei mesmo o blog Menina do Rio.
Mas estou em:
http://recantodaalma.blospot.com

beijinhos e boa semana!

rui disse...

Olá Belakbrilha

Lindo poema!
Senti nas entrelinhas a tua sensibilidade de "palavras não ditas mas sentidas". Lindo

Fica bem
Abraço

david santos disse...

Olá, querida amiga.
Cá estamos de novo.
Grande poema. Parabéns.
Até sempre.

david santos disse...

Não estive de férias. Estive em África. Mais concretamente, em Guiné-Bissau, Senegal, Gâmbia e Costa do Marfim. Estive a ser útil. Juntei-me a crianças abandonadas, tristes. Era para ficar até 31 de Outubro, mas como ainda há muitos humanos neste mundo desumano, eram precisos 350 voluntários e apareceram mais de 5000. Por isso, muitos de nós já regressaram.
Vim com muitas saudades, mas ao mesmo tempo contente por ver que quem pratica o bem ainda é em número muito considerável. Crianças... crianças... e crianças... à mundo!
Abraços.

belakbrilha disse...

David!
Estou sem palavras...

Parabéns pela pessoa que é!
Um bem aja meu amigo!
Em meu nome e em nome de muitas daquelas que precisam de um carinho, de um afago, de um beijo, de um simples olhar terno, de um sorriso...

Elas também existem bem perto de nós!

Obrigada por ser uma LINDA pessoa, se todos soubessem SER, o mundo seria bem melhor!

Um ABRAÇO do tamanho do mundo

Maria disse...

Estão apenas adiados, como dizes....

Adoro a Sinead O'Connor neste "nothing compares to you"....

Beijos

Alexandre disse...

Adia às vezes é uma fuga para a frente... mas quantas vezes adiamos coisas que deveria ser proibido adiar... como passear de mãos dadas à beira-mar...

Beijinhos!!! Muitos !!!

Tchivinguiro: onde nasci. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tchivinguiro: onde nasci. disse...

O(s) sonho(s) vale(m) sempre a pena. O seu concretizar pode acontecer a qualquer momento. Imprevisibilidades.

Ânimo e não deixes de estender os braços em A-BRAÇOS...

Beijinho.

Freyja disse...

porque sera que a veces las palabras mas sinceras no son sentidas o son mal interpretadas?
la verdad que hablando con sinceridad siempre se puede lograr hacer entender
hermoso poema, te dejo muchos cariños y gracias por tu compañia, que estes muy bien
besitos


besos y sueños

POETA VAGABUNDO disse...

um poema que percebo...gostei muito...
beijo vagabundo

amigona avó e a neta princesa disse...

Queria dizer-te que me fizeste bem...foi bom passar por aqui...beijo...

alexandrecastro disse...

entrei e fiquei sentado calmamente ouvindo o seu poema...!
acho que voltarei mais vezes.

vermelhinha disse...

Lindo poema de desejo, de vontade, de descoberta e de um grande querer, mas com receios compreensiveis.

Beijos.

Paulo T Pires disse...

Ao que parece, algumas das palavras fizeram as pazes contigo...

©õllyß®y disse...

Adiamos tanta coisa, que depois o tempo passa e não volta mais...

Doce beijoca e um doce

olharIndiscreto

Å®t Øf £övë disse...

Gostei destas palavras cheias de sentimentos. É pena quando temos que adiar a vida, porque nem sempre essa se revela a melhor opção.
Bjs.

O Profeta disse...

Quando ditas as palavras não voltam à boca, são afago, são chicote ou apenas...palavras...


Doce beijo

poetaeusou . . . disse...

*
passei
*

Nilson Barcelli disse...

Adiados...
Mais valia que fossem à beira de serem dados...
Um belo poema, em qualquer caso.
Bfds, beijinhos.

Peter disse...

O vídeo não está disponível e os passos estão adiados.
É pena...

belakbrilha disse...

Olá Peter!
É verdade o vídeo passou a indisponível não sei porquê, mas foi substituido por uma musica que também gosto.
Espero que seja recíproco!
Passos adiados...
Circunstâncias da vida.

um beijo