quarta-feira, abril 09, 2008

um dia...uma imagem



Porque imagem...são palavras não escritas

mas são sentidas...

...é estar além do pensamento

...é estar presente no sentimento

De mim...para mim

Porque sou assim

Hoje procuro o meu EU

O eu daquele momento?....

....Daquele pensamento?...

... do Eu sentimento?...

...sei lá eu?!...

...................... só sei que sou EU!

...Longe...perto...talvez...quem sabe?

...AMANHÃ?...

Inigma .......serei EU?!

EU!...

...palavra pequena

Mas que não cabe neste POEMA!

Porque ainda não sei quem sou ....EU!

belakbrilha





Vanessa-Mae plays Toccata & Fugue

12 comentários:

Marta disse...

Perguntas sem ter certezas...
Quantas vezes duvidamos, não temos certezas??
Poderá ser um enigma....mas a própria vida é isso...
Lindo...
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

Nilson Barcelli disse...

O facto de não se conhecer completamente o outro, produz em nós um fascínio que termina quando esse conhecimento atinge determinado patamar.
Connosco próprios, esse patamar é muito mais elevado, mas, normalmente, isso não nos leva a tentar saber mais de nós, a não ser em situações específicas. E, quando o fazemos, não sabemos bem o porquê nem o que procuramos.
Daí o teu "...sei lá eu?!... ".

Bom resto de semana, beijinhos.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá amiga, votos de um bom fim de semana!
Fernandinha

butterfly disse...

mas na realidade talvez nunca saberemos quem é o nosso eu...uma infindavel busca...gostei :)
beijinhos

O Profeta disse...

Fabuloso ...arrabatador!

Doce beijo

Menina do Rio disse...

Uma imagem vale mais que mil palavras...

Um beijo e bom domingo, querida

Fernando M. Caria disse...

Olá Belakbrilha

Obrigado pelo teu comentário no "omeupito.blogs.sapo.pt", foi muito simpático e não conhecia a frase do autor, obrigado :).
Desculpa só agora te responder, mas foi só agora que senti a inspiração necessária.
Pareceu-me no teu comentário, que já havias ficado a olhar para portas fechadas! Pois é são um drama. Eu fico a olhar para elas a tentar perceber o que aconteceu. Onde é que eu falhei? Mas a verdade é que, descubra ou não, já nada muda.
Temos é de ter força para ir em frente, procurar o que a vida nos reserva, na próxima volta da estrada. O que vivemos já ninguém pode mudar ou retirar-nos. A vida que temos pela frente, para essa, temos a responsabilidade de a viver da melhor maneira que nos for possível. Isto é: temos de tudo fazer para ser felizes, pois só dessa forma poderemos dar o nosso melhor contributo ao mundo, à sociedade, à família, aos amigos, aos necessitados às crianças, enfim...
Mas é realmente muito difícil, saber quais as melhores decisões para conquistarmos a nossa própria felicidade.

Beijinhos
Fred

Joseph disse...

BelakBrilha
Olá

Muito bonito o poema.

Cheio de incertezas!
Ou dúvidas?
Queres chegar onde?
Saber o quê?
Claro,
na incerteza,
não vais dizer....
Tens que continuar na busca.
Deixa a imagem e olha para dentro de ti.
Não estará lá o que procuras?

Boa semana.

Beijos ternos, com carinho;)**

eu.osiris disse...

"O amor e o desejo são as asas do espírito das grandes façanhas."
(Goethe)

Fernando M. Caria disse...

Olá Bela... voltei eh eh
Obrigado pelo convite!

Ups... eu não disse que tinhas errado. Nem o poderia pensar sequer ora, ora. Oh para mim!

Eu falava da minha atitude parva. Fico mesmo a olhar feito parvo, a perguntar-me vezes sem conta: mas que porra fiz de errado?

Sabes, eu assumo completamente a responsabilidade dos meus actos e as consequências das minhas decisões. Mas daí não decorre directamente que continue agora, a concordar com as decisões que tomei no passado.
Vai daí, a cabecinha tonta, começa a trabalhar a 1.000 à hora, mas sempre em primeira. Sempre só com uma pergunta, onde falhei? Onde falhei? Onde falhei? Onde falhei?
Como poderia ter feito melhor? Porque não fiz melhor?
Na verdade, existe uma palavra muito simples para descrever esta situação e este sentir. É "Arrependimento"!

Mas por outro lado, na minha educação, nas minhas referências morais e éticas, uma pessoa que se arrepende, é um cobarde, é uma pessoa em quem não se pode confiar. Enfim, é um vencido!
Não é fácil digerir tudo isto. Viver com estes conflitos internos não é fácil...

Como vez, não falava de qualquer eventual erro teu. Abusava apenas da tua simpatia e do facto de ambos sabermos quem somos e não nos conhecermos, proporcionar uma certa liberdade de estilo e de "confissão", que me fez alijar pelo teu blog, alguma da carga que transporto na alma.

Quanto ao "Nós" que comentaste, ele foi utilizado intencencionalmente! Queria mesmo sublinhar que me referia a mais do que uma mulher. Na verdade, referia-me a várias até. Passadas e presentes ainda na minha vida. Para sempre na minha memória. Tenho tido o privilégio de ser "acarinhado" por mulheres fantásticas. De vez em quando, interrogo-me, se não deveria ter já assentado? Se não deveria de ter já tido a coragem de ficar para sempre com uma delas?

A melhor candidata a esse lugar, foi a mulher com quem casei.
Olha no que deu!?

Porque falhou o meu casamento? E sabes qual tem sido a melhor resposta que me ocorreu até agora? - Qual a regra que nos obriga a acertar à primeira no casamento?

Efectivamente, e falo unicamente por mim, parece que é exigir demasiado às pessoas que acreditam no amor! Que se casam por amor! Que continuem casadas para toda a vida, fiéis e dedicados um ao outro, quando esse amor acaba? Como era possível com a minha falta de maturidade quando casei aos 29 anos, ter a experìência de vida necessária, para em consciência tomar uma decisão, que me prenderia para toda a vida? Ainda por cima baseado numa premissa errada. Assumia-se que o amor era eterno!

Mas não é !!!

Eu levei 8 anos a entender isso. Faria sentido nessa situação continuar casado? Não! Não! Não! Eu acredito no amor, talvez até eterno! e por isso recuso-me a viver sem ele, por uma mera representação social, da qual não retiro proveito algum!

Quanto à responsabilidade pelos erros numa relação a dois, não poderia estar mais de acordo contigo. Desculpa-me se te fiz entender qualquer coisa de diferente.

... e já chega, apareci :)
Obrigado
Jokas

belakbrilha disse...

Apareu...e muito bem!
É sempre bem vindo quem vem por bem!
Só acho estranho é este comentário não me ter aparecido no mail,...mas...
INFORMÁTICA... que bichinho!!!! ;)))

Eu e este bichinho, estamos sempre em confronto, não me entende e eu não o entendo a ele! hehehehehe

bjs

Isabel-F. disse...

sem dúvida que a imagem são palavras ...

gostei do teu poema

parabéns


beijinhos e bom fim de semana