segunda-feira, fevereiro 25, 2008

tenho...




Tenho andado fugida de mim
Numa procura sem fim
Do caminho, da estrada
Ou mesmo encruzilhada…
De algo sem ser o NADA
Porque nada não existe
…e eu sinto um VAZIO
Um vazio que persiste...




Pareço marioneta presa por um fio…



Umas vezes choro outras vezes rio
Sem vida, na vida de alguém
Que espera…
…desespera
Que pensa que levo a vida a brincar
Deambulando deixando-me andar
Pelo TEMPO…
…sem tempo
De ARRISCAR!
Neste momento não SINTO
Sentindo que persisto…
Sei que EXISTO
Existindo…






belakbrilha


Alanis Morissette Thank U
(TRADUÇÃO/LEGENDADO)

21 comentários:

Natasha disse...

ola Belak, el gosto ha sido meu, muchas gracias por tus palabras.

Da mucho en que pensar vuestro post... las marionetas me sugieren muchas cosas, como ser sin vida propia

Bella música

Envío besos desde la palida noche que me acompaña

Peter disse...

Não tenho visitado o teu blog, como não tenho visitado outros. Mea culpa, não vou arranjar desculpas esfarrapadas.
Valeu a pena a espera, pois acho o teu post excepcional, numa feliz (infeliz) combinação de versos e imagens.

Os meus parabèns.

Marta disse...

Todos temos esses momentos...solidão, desilusão...
Algo nos escapa, há sempre essa sensação que nos escapa...Talvez a resposta esteja em realmente "cortar os fios"...dizer "não"....
Texto poderoso...
Gostei..
Beijos e abraços
Marta

Ricardo Rayol disse...

ficamos as vezes assim, jogados pelos cantos, joguete do tempo.

Isabel-F. disse...

um belo poema, divinalmente ilustrado ...


parabéns e beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
sinto-me marioneta,
de quem, não sei . . .
,
conchinhas
,
*

Betty Branco Martins disse...

______querida Bela


temos______momentos_____que

o próprio ar______nos

esvazia________porque



não sentimos

mas contudo


existimos_________no



destempero do tempo______...





belo o teu "Tenho" e com verdadeiro sentido





beijO c/ carinhO

Montenegro disse...

Parabéns pelo blog. Aqui vive-se poesia.

Pierrot disse...

Giras fotos, mesmo a condizer.
Poema lindissimo.
Não andes fugida de ti...
Bjos daqui
Eugénio

GarçaReal disse...

A procura da existência, da vida que caminha sem rumo no rumo do não encontrado.

Bjgrande

Menina do Rio disse...

Que belo texto!
Retrata tantos momentos em que estamos a mercê da vida. Mas ao invés de estarmos presas num fio, eu prefiro pensar que estamos feito conchinhas que a as ondas levam pra lá e pra cá...

Um beijo

Psytasya disse...

Oi miguxa!
Tudo bem?
Obrigada pela visita e palavras.
Mas, estou percebendo uma tristeza em ti.
Minha cara, não fique assim.
Agarre o "fio" de sua vida e o conduza aos lugares que pretendes chegar.
Nada do que um dia após a noite fria.
Cuide-se bem, amiga.
Beijo grande

Mário Margaride disse...

Olá querida amiga!

Obrigado, pela visita ao meu cantinho.
Espero ver-te por lá mais vezes...

Gostei muito do texto,das fotos, e do video!

Bom domingo!

Beijinhos...

tufa tau disse...

.
hoje vou entregar-me ao nada porque o corpo mo pede
hoje não sei quem sou e nem tenho medo de nada ser
sinto-me perdida no vazio imenso de um não te ter
ainda hoje de ti a minha pele morre de sede

Nanny disse...

Acontece-me, pois...

Mas tento sacudir o pó e lançar-me numa luta nova... foi o que fiz o ano passado ao lançar-me na aventura do mestrado :-)))

Agora corro a toda a hora e as horas não chegam para estudar e trabalhar, quanto mais pensar :P

Beijinhos e vê se arrebitas

Å®t Øf £övë disse...

belakbrilha,
Hoje passo por cá, imbuído do espírito de alma curiosa, para tentar saber quais são as doze palavras sem as quais não passas.
Bjs.

rui disse...

Olá

Adorei o texto!
As fotos estão lindíssimas!

Beijinho

Pepe Luigi disse...

Sublime poesia traduzindo um sentimento de dor caracterizado pela inibição de acções e intuições.

Um abraço

O Profeta disse...

Será que o Deus que aciona os teus cordéis Marioneta, vive no meio do lago azul...?


Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que agua a fecunde
Explode a vida a cada momento

Convido-te a sentir a magia do fim do dia
ao toque das trindades…


Doce beijo

susana catarino disse...

wow... adorei este post.. parabens!
desculpa a invasao...

rom disse...

buenas fotos las de la marioneta persona!!


http://haciaestemomento.blogspot.com/